quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Seja um pouco de criança!

Caro leitor internauta, tenho tanta koisa para fazer e tantos posts em andamento que nem sei bem por onde começar. Então resolvi parar tudo para lhe contar uma historinha que me aconteceu ontem.

Estávamos eu e Andréia no meu consultório depois do expediente acertando os detalhes de um evento sobre acessibilidade que faremos aqui em Garopaba agora em março. A Andréia também é psicóloga, uma pessoa in-crí-vel e uma profissional extremamente competente. Enquanto conversávamos no corredor da clínica rumo à saída, o filhinho dela, o Pedro de 4 anos (esse da foto) nos interrompe:
- Tia, por que você tá andando assim? Tu tá fingindo?

Hahahahahahaha... caímos na gargalhada, claro. Eu não fingiria tããão bem assim. Ou, numas hora dessas já deveria estar a caminho do tapete vermelho do Oscar concorrendo ao Prêmio de Melhor Atriz, não é mesmo? Falei para ele, então, que eu não estava fingindo, que eu ando desse jeito mesmo. E perguntei:
- ... gostastes? - Logo esperei um estranhamento, uma testa franzida, uma careta, um 'não'.
- Gostei, tia, gostei... porque é diferente!

Ah, meu Deus! Como meu dia, tão cansativo e cheio de trabalho, poderia acabar mais perfeito? Deu vontade de morder aquelas bochechas branquelas. Fui pra casa rindo do jeitinho dele. As crianças são fantásticas pelo atrevimento e pureza que nós, adultos, muitas vezes perdemos. Fiquei pensando por que crescemos e criamos tantos preconceitos? Seja criança e descomplique! Até o já Pedro sabe que ser diferente é absolutamente normal!

Beijo, beijo, beijo.

* Outra pérola do Pedrinho: 'O mundo é uma bola gigante que rebola ao redor do Sol.'
** Foto gentilmente cedida do arquivo pessoal da Andréia.

4 comentários:

  1. Verdade prima crianca ama e gosta de maneira verdadeira eles tem maneiras diferentes de demostrar nao precisa falar assim como o meu ainda nao fala so o fato de correr ate a gente abracar sabemos, o que e devemos ter como exemplo ser simples sem pensar que tem alguma coisa por tras...bjoss

    ResponderExcluir
  2. Perfeito kaká. A criança tem essa magia de descomplicar tudo, nós é que fazemos tudo virar um bicho de sete cabeças né. Então vamos ser mais criança porque vale a pena e a vida se torna mais doce.

    Um bjo da L@ine que te acompanha sempre.

    ResponderExcluir
  3. Oi! Kaka, tambem sou lesado, e hoje estou passeando pelos blogs lesados, ui!parei neste post paracomentarpq gostei dele, OBVIO.kkkk
    gostaria só de dizer uma coisa, agente é criança pra sempre,mesmo quando achamos que não, sempre há uma caneta por perto para jogar pra cima, brincar de bater na mesa, espreitar pela cortina as cores ao redor. Mas o que gostei mesmo do post, é o respeito à criança, aprendi a respeita-las e agora tambem milito por elas e com elas, não são anjos, tampouco demônios; como pensam os romanticos ou os que delas não gostam; são humanos, esperenciam o humano.
    beijos
    volto a visitá-la

    ResponderExcluir
  4. Ká, eu já tinha lido esse post. Voltando ao seu blog o li novamente. Achei tão bonita sua forma de encarar as koisas. Talvez a beleza não resida no acontecimento em si, mas na forma como nós a notamos.
    Eu também sou assim, costumo me emocionar com o que para os outros é banal. Chavão ou não, são as pequenas koisas que dão sentido à vida.

    Continue assim mesmo que o mundo não saiba apreciar, viu? Em milhões de pessoas, uma sempre saberá e acabará te encontrando.

    Beijo

    ResponderExcluir

Deixe suas Koisas aqui também... obrigada pela visita!