terça-feira, 9 de novembro de 2010

Koisas nossas...

Bom dia, caro leitor internauta! Dia lindo por aqui...

Nesse ano de 2010, em que criei o blog para ressignificar as minhas koisas, tive a sorte de encontrar duas pérolas na 'blogsfera': Solange Maia (eucaliptosnajanela.blogspot.com) e Erica Vittorazzi (adoropalavriar.blogspot.com). A Solange, pra mim, é tipo um 'mito' e a Erica, não menos importante, é tipo uma amiga que mora longe com um detalhe peculiar: eu nunca a vi pessoalmente, mas ela sempre passa aqui no Koisas Com Ká e comenta as minhas postagens. São duas mulheres que descrevem, de maneira simples e fiel, o que sinto. Quem me conhece sabe que eu não gosto da leitura complicada, para poucos. Ao contrário, eu gosto de tudo muito claro, muito bem dito. Eu gosto do que descomplica, do que você lê e se identifica. Assim como a música e outras formas de arte, a escrita é uma ferramenta incrível para a expressão e elaboração dos sentimentos e pensamentos. Como diz minha mãe: 'O papel aceita tudo!'. Verdade. Mãe tem sempre razão. Aqui, meu 'papel' é um monitor, minha caneta é um teclado e minha caligrafia vira fonte 'Georgia'. E quando eu não dou conta de traduzir as minhas koisas, sei que tem quem faça isso por mim, mesmo sem saber. Pessoas que sequer vi ou ouvi pessoalmente, nesse caso. São raros os escritores que têm o dom de alcançar o leitor com tanta propriedade. Então quando tudo está num turbilhão por aqui sem eu conseguir nomear cada koisa (todo dia, praticamente), eu vou nesses dois blogs e tudo que leio contempla uma parte de mim. Hoje deixo para você o último texto postado pela Solange e pela Erica. Ambos traduzem koisas minhas.

Saudade? Agora não, obrigada.

Só sei que acordei e já não doía mais.

Nem mesmo a quietude me incomodou.
É que não tinha mais aquele peso, aquela importância.
E pensar que de tanto querer entender aquele amor, quase perdi o passo.

Não vi o tempo correr.
Não vi a gente ficando diferente.

E, de repente, aquela antiga história já não cabia em lugar algum.
Deve ser assim que os amores acabam.
Um sempre parte. E o outro fica.

Saudade ? Agora não, obrigada.

(Solange Maia)

-----------------------------------------------------------------

Ilha

O sol está forte aqui deste lado da fronteira. Mas, está nublado em mim. Com previsão de chuva. A trovoada me atormenta e não me deixa escutar os meus próprios pensamentos. O que será que penso? Não penso. Reajo. E caminho sem guarda-chuva. Sem proteção. Quero que o vento me leve para algum outro lugar...


... bem distante de mim.

(Erica Vittorazzi)



Boa semana pra todos nós!
Besitos.

3 comentários:

  1. Olá Karla!

    Menina que linda postagem! Adorei, é também lindo como nesse mundo virtual, surgem grandes amizades. Tem pessoas que tem o dom especial de escrever e atingir a muitos que se identificam com seus textos, com suas ideias isso é muito legal. A diversidade de assuntos e forma de escritas, fazem com que cada um se torne especial, assim como cada cor tem a sua beleza, cada pessoa e blog a seu modo tem o seu valor, e isso é o mais admirável, adoro rs.

    Adorei tuas fotos Ká, linda você!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Quer me fazer chorar? Obrigada, Kerida!! Nãoe screvo tão bem assim não. A Solange, sim. Ela é realmente mito.

    Bom, você sempre está offline em meu msn, mas acho que ele não funciona. hehe
    Faça uma conta no facebook, lá também tem como bater papo, aí conversamos.

    Beijos amiga

    ResponderExcluir
  3. Kaká...

    estou aqui, com os olhos líquidos, lendo esse seu carinho... muito obrigada...

    vai ver que é porque nosso "monitor" tem conexão direta com nosso coração...

    Erica é um presente a quem lê... amo ! Ela sabe ! risos...

    Kero mesmo é poder te dar um abraço enorme....
    kerida...

    beijo gigante !!!!

    ResponderExcluir

Deixe suas Koisas aqui também... obrigada pela visita!