domingo, 20 de junho de 2010

Quando era criança eu...

Bateu uma nostalgia do fundo do baú hoje por aqui, caro leitor internauta.
Lembrei da minha infância e aí divido com você minhas maiores recordações.


Quando era criança eu...

*... aprendi a ler e escrever em casa, aos 5 anos, graças ao empenho da minha mãe.

*... tinha o cabelo lisinho.

*... era filha única e detestava isso.

*... dormia todo fim de semana na casa da minha avó junto com a minha prima mais velha, Eliane. Nessa época, éramos as únicas netas.

*... andei muito sentada num skate e tomei muito 'caldo' de bodyboard pegando onda com essa mesma prima.

*... tinha coleção de papel de carta.

*... aprendi a gostar de Roberto Carlos de tanto ouvir meu pai cantar as músicas do Rei.

*... adorava ver o Xou da Xuxa. Essa é uma parte bem bonita da minha infância.

*... li o livro 'O Pequeno Príncipe' e não entendi nada.

*... tive bons exemplos e aprendi todos os valores que me constituem hoje.

*... fiz 6 cirurgias nas pernas. Andava com orteses e passei muito tempo em fisioterapia e hidroginástica.

*... escrevi muitos diários.

*... era ótima aluna (sempre fui).

*... dizia que faria Direito para ser juíza e prender o Fernando Collor. Que ilusão a minha! Detesto Direito e o ex-presidente nunca foi preso (inclusive ainda consegue se eleger. Um absurdo!).

*... queria também ser bailarina e demorei para entender por que não poderia.

*... tive um cachorro chamado Snoopy.

*... pisoteei um formigueiro gigante no jardim do vizinho e fui parar no hospital. Descobri, da pior maneira, que tinha alergia a formigas.

*... adorava o Lulu Santos. Ele e seu cabelo de Xororó faziam minha cabeça, literalmente... risos.

*... escrevia cartas para a Carol Cemim. Amiga querida gaúcha que só vem para cá nas férias.

*... fiz amizades que perduram até hoje: Manu, Andresa, Celso, André, Graci...

*... adorava encapar os cadernos no início do ano letivo.

*... fazia minha mãe passar vergonha quando íamos nos médicos e, ao preencher minha ficha (sou da época da ficha, não do banco de dados), eu logo dizia: 'É Karla com K, tá?'.

*... gostei de um menino chamado Matheus e não entendia a utilidade do 'h' no meio do nome dele. Anos mais tarde, por coincidência, ele fez a minha certidão de casamento, já que trabalhava no cartório. Até hoje continuo sem entender o porquê do 'h'... risos.

*... 'batizava' toda boneca nova que ganhava. Era assim: convidava uma amiguinha para ser a madrinha, marcava o 'batizado' num dia qualquer e fazíamos um pique-nique para comemorar e dar um nome à boneca.

*... tinha medo de uma coelha de pelúcia que minha mãe me deu.

*... gostava do Leonel Brizzola (porque passava no horário político que ele fazia muitas escolas no Rio... risos) e do Ulysses Guimarães (desse lembro da morte trágica num acidente de helicóptero e lembro da musiquinha ó: 'Pode crer no velhinho que o velhinho é demais. Pode crer no velhinho que ele sabe o que faz...'). Lembro que, no dia das eleições, fazia minha mãe trazer uma cédula (a urna eletrônica era impensada) para mim. Eu escrevia o nome do meu candidato com canetinha e brincava de votar. Minha mãe jurava que colocava na urna e eu me achava o máximo por já poder decidir o futuro do país... risos. Desde cedo exercendo o dever cívico. Aqui, a política corre nas veias.

*... aprendi a gostar de futebol.

*... tinha um bebê de brinquedo que se chamava Bruna. Era careca e feia. Nenhuma inspiração específica, porque até hoje não conheço nenhuma Bruna... risos.

*... andei de avião pela primeira vez. Na ocasião, fui a Brasília, no hospital Sarah.

*... dormia de boca aberta na cadeira da Zuleika, minha dentista.

*... fui atacada por uma gata de estimação. Acho que é por isso que tenho medo de gatos.

*... passava horas na frente do espelho de uma penteadeira que meus pais tinham no quarto deles. Ali eu não tinha preocupações, nem responsabilidades... só imaginava como seria feliz.

Bons tempos!

3 comentários:

  1. Eu não lembro muita coisa da infância, que pena...né. Também gostava da xuxa, amava a Barbie, queria comprar um disco(sim, sou da época dos discos) do Kiss e meus irmãos não deixaram... hehe

    legal demais.

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Haha, que saudade da infância né... eu também lembro de cada coisa... Esses dias mesmo eu estava conversando com uma colega de trabalho que, quando criança, não temos NENHUMA preocupação. Tudo são os pais que fazem. Hoje, nós mesmos. Tão chato ser adulto... :S

    Ah, e em relação a seus coments: rs, aquele dia estava fazendo mesmo uma noite maravilhosa aqui. Aí também estava? E no dia seguinte veio a chuva e está até hoje. :S Aí também??

    E O Kaká estava mesmo muito estressado. Estou vendo matérias na televisão direto sobre esse "outro lado" dele, rs. O lado que não conhecíamos. O jogo realmente foi muito bom. Aqui não teve muita gente não, só minha família mesmo e uma amiga da minha irmã. Queria que tivesse sido igual foi aí com você, a maior bagunça né... hehe (ADORO).

    6ª tem churrasco aí?? Que inveja (boa)! Eu estarei trabalhando na h do jogo. E, acho meio difícil o Brasil ganhar de Portugal, que ganhou ontem de SEEEETE a zero. SEEEETE a zero mew, da Coreia do Norte, rs mas VAMOS TORCEEEEER!!!!!

    Beijos Kaka, saudades.

    ResponderExcluir
  3. Hahahahhaha caramba ká vc tem boa memória msm heim!!! Nossa eu naum lembro muito da minha infância... lembro algumas coisinhas só...
    poiss é, as coisas acontecem quando a gente é criança e é ai que enxergamos como vamos ser quando adultoss rsrs... beijoss, gostei do post

    ResponderExcluir

Deixe suas Koisas aqui também... obrigada pela visita!